Assinante do INTERIOR pode acessar o conteúdo completo no site. Cadastre-se
Assinante, faça o login aqui: E-mail Senha
sol Pagina principal - INTERIOR 29anos
Penápolis, Terça-Feira, 21 de Abril de 2015
Busca
NOTÍCIAS
ARTIGOS E COLUNAS
SERVIÇOS
 
NOTÍCIAS EM RSS
- Últimas notícias
- Cidade & Região
- Esportes
 
Edição Digital
 
Serviço de atendimento
ao assinante

18 3652-2183
Horário de atendimento:
Segunda a sexta de 8h às 18h. Sábados de 8h às 12h
 
 
OBSERVATÓRIO DA CIDADE
por Gilson Ramos
 
20/04/2015

VALEU BONINI!!!

 

Não posso falar por todos aqueles que tiveram o privilégio de trabalhar na Prefeitura com o "Seu" Bonini (Alidino Valter Bonini), em particular os colegas ex-Secretários Municipais. Porém, não posso deixar de externar meu agradecimento sincero, respeito e gratidão por este grande ser humano, empresário de visão e um administrador probo. Bonini foi nosso líder.

 

Trabalhava muito, e cobrava também trabalho e dedicação de sua equipe. Nunca tinha hora para chegar ou sair. Ah! E como a nossa equipe era unida... Bonini, reconhecido pelo sucesso na atividade privada, levou para a Prefeitura uma visão empresarial de gerir a coisa pública.

 

Realizou inúmeras, centenas de obras em benefício da cidade e população. Algumas: Paço Municipal, primeira sede do Corpo de Bombeiros, Barracões Comunitários, canalização do Maria Chica, desapropriações para abertura da marginal Santa Leonor, creches, escolas, asfalto, galerias, Parque Maria Chica, entre outros. A zona rural também foi beneficiada com pontes e trabalhos de conservação de ruas. Foi em seu governo que se criaram as secretarias de Cultura e Agricultura. Magníficos eventos culturais, esportivos e sociais movimentaram a cidade. Bonini se notabilizou-se por ser um prefeito que transformou Penápolis em um canteiro de obras.

 

Foi ele que me deu oportunidade de crescer profissionalmente, acreditando e confiando a mim o cargo de Secretário de Comunicação. Foi meu padrinho de casamento.

 

Em tantas viagens a trabalho falávamos de tudo um pouco. E descobri que aquele homem só tinha a cara amarrada, pois seu coração era de bondade. O motorista Fumio, a secretária Fátima Rahal, as assistentes de Gabinete, Inês e Dalva, e eu estivemos mais juntos a ele, quando também liderou a Aliança dos Municípios do Médio-Tietê.

 

Sua família, seus filhos Waltinho, Paulo e o caçula Rômulo (este era o que mais gostava de política e acompanha a gente em quase todos os eventos, tinha um orgulho imenso do pai), tornaram-se também nossa família.

 

Nossas festas ocorriam na chácara próximo ao Florença, onde muitas autoridades que visitavam Penápolis eram recebidas com muita alegria. As inúmeras conquistas para a cidade acabavam sendo garantidas nestes encontros informais, que depois só bastavam os projetos e os demais trâmites.

 

O lado social foi revolucionado nesta cidade por sua esposa, D.Soledade Arnal Bonini, uma dama-de-classe, alegre, divertida, bondosa, que também muito nos ensinou.

 

Lembro-me que nos momentos de passagens finais do governo, seja na derrota da eleição ou nas últimas horas da gestão, lá estávamos eu, Bonini e a Fátima Rahal. Terminou os quatro anos com o maior índice de aprovação dos últimos prefeitos daqueles tempos, ainda que tendo muitos adversários políticos.

 

Derrotado nas urnas após longo tempo de governo do PMDB que sofrera um desgaste natural, todos achavam que Bonini, talvez orgulhoso, nem comparecesse à sessão de posse de Benone; politicamente haviam se tornado inimigos. Mas foi, e sozinho, cumprindo com o seu dever. Tentou voltar outras duas vezes à Prefeitura, mas não deu.

 

Se a história não registra e nem possivelmente reconheça, nós, seus secretários e que convivemos com ele 4 anos, e a população que o avaliou positivamente, podemos dizer que foi sim, sem sombra de dúvidas, um excelente prefeito.

 

A premissa de que ao lado de um grande homem existe sempre uma grande mulher se aplica ao casal Alidino e Soledade Arnal Bonini. O que esta mulher fez de bem no Fundo Social também não se mede.

 

O destino separou Bonini de Soledade, e a perda do grande amor e companheira derrubou o homem que todos acreditavam ser invencível. E hoje, novamente, o destino os coloca lado a lado; Bonini e Soledade vão ficar para sempre nos nossos corações e eternas lembranças.

 

Vá em paz "Seu Bonini", Penápolis se despede agradecida e te aplaudindo de pé, pois esta é a honra que o Sr. merece!




Veja também:
 
» Coluna de 30/03/2015
» Coluna de 26/03/2015
» Coluna de 23/03/2015
» Coluna de 19/03/2015
» Coluna de 16/03/2015


< Anterior Próxima >
 
subir voltar
 
Assinaturas    |    Expediente    |    Arquivo    |    Publicidade    |    O Leitor Fala    |    Classificados    |    Adicione aos favoritos    |    RSS
Copyright © 2003-2010 Jornal INTERIOR. Todos os direitos reservados.
Penápolis Gráfica e Editora Ltda. Av. Santa Casa 790 - Centro - CEP 16300-000 - Penápolis-SP - Tel/Fax: 18 3652-2183. E-mail: jornalinterior@jornalinterior.com.br
MailGrid